CBAM • Coleção de Bactérias da Amazônia
A Coleção de Bactérias da Amazônia, CBAM, que está inserida na Coleção Biológica do Instituto Leônidas e Maria Deane, CBILMD, é constituída por um patrimônio de significância científica. A CBAM é filiada à World Federation for Culture Collections, WFCC, sob o registro WDCM 956. Trata-se de um acervo composto de bactérias da Amazônia, isolados, identificados e conservados pelos métodos de liofilização e à -20ºC.

As culturas bacterianas que compõe a CBAM são provenientes de isolados clínicos como por exemplo de orofaringe e fezes humanas, e também provenientes de ambientes naturais como: água dos rios, igarapés e solos. As principais bactérias inseridas na Coleção são: Escherichia coli, Staphylococcus aureus, Bacillus cereus, Pseudomonas aeruginosas entre outras. O acervo é de relevante importância, uma vez que é composto por linhagens bacterianas isoladas de diferentes substratos da Amazônia brasileira, região ainda pouco explorada quanto à sua riqueza microbiana.

A CBAM realiza serviços de atendimento de solicitações para o fornecimento de culturas bacterianas para diversas instituições de pesquisa/ensino nacionais e internacionais, além de oferecer treinamento para estudantes e profissionais na identificação de bactérias.

A CBAM também está caracterizando as culturas já estocadas quanto aos aspectos biotecnológico como a produção de enzimas de interesse industrial e também caracterizando quanto ao perfil de resistência e sensibilidade de antibióticos.



© 2018 Coleção de Bactérias da Amazônia, Instituto Leônidas e Maria Deane, Fundação Oswaldo Cruz