CBAM • Coleção de Bactérias da Amazônia
A Coleção de Bactérias da Amazônia, CBAM, que está inserida na Coleção Biológica do Instituto Leônidas e Maria Deane, CBILMD, é constituída por um patrimônio de significância científica. Trata-se de um acervo composto de bactérias da Amazônia, incluindo 340 isolados identificados e conservados pelos métodos de óleo mineral, a -20ºC e liofilização.

As culturas bacterianas que compõe a CBAM são provenientes de isolados clínicos (orofaringe e fezes humanas), da microbiota bucal de animais e de ambiente (água dos rios, igarapés e plantas). As principais bactérias inseridas na Coleção são: Salmonella spp., Escherichia coli, Shigella spp., Neisseria meningitidis, Staphylococcus aureus, entre outras. O acervo é de relevante importância, uma vez que é composto por linhagens bacterianas isoladas de diferentes substratos da Amazônia brasileira, região ainda pouco explorada quanto à sua riqueza microbiana.

A CBAM recebe para depósito culturas isoladas por pesquisadores de vários laboratórios e universidades do país. Também, mantém grande número de culturas tipo e de referência, empregadas em trabalhos taxonômicos ou relacionados a testes com substâncias diversas.

A CBAM é filiada à World Federation for Culture Collections, WFCC, sob o registro WDCM 956, e foi credenciada como Fiel Depositária de Amostras de Patrimônio Genético pelo Conselho de Gestão de Patrimônio Genético (CGEN/ Ministério do Meio Ambiente), de acordo com o Aviso de Credenciamento nº 063/2012/SECEX/CGEN, publicado no D.O.U. em 19/09/2012.



© 2017 Coleção de Bactérias da Amazônia, Instituto Leônidas e Maria Deane, Fundação Oswaldo Cruz